Métodos de perfuração

Um furo de captação de não é um “buraco”, mas sim obra de engenharia projectada e construída, visando a exploração de água subterrânea que tem as suas condicionantes construtivas, que devem ser executadas pelo empreiteiro e devem ser respeitadas pelo dono da obra, pois é ele que irá realmente beneficiar de uma melhor qualidade na execução do furo.

O furo é aberto por máquinas perfuradoras, com diâmetro raramente superior a 30”, no sentido vertical, de profundidades variáveis, de grande rendimento para a produção de água, podendo ser totalmente ou parcialmente revestidos, dependendo das condições da geologia local.

O método de perfuração escolhido e a qualidade dos materiais usados na construção do furo, é um factor bastante importante. O método de perfuração depende de muitos factores. Inclui custo, facilidade da construção, características hidrogeológicas do local a perfurar, diâmetro do furo, profundidade, protecção sanitária e o destino da captação de água.

Métodos de perfuração:

Zonas hidrogeológicas de Portugal continental

Regiões de Portugal continental onde os diferentes métodos de perfuração sao utilizados:

  1. Rotary ar comprimido através de martelo de fundo de furo (rochas fissuradas e nas rochas carbonatadas carsificadas do maciço antigo o método de perfuração é ROTARY)
  2. Rotary com circulação directa ou inversa (rochas porosas e carsificadas)
  3. Preferencialmente rotary com circulação inversa.